Eddie Berganza, editor da DC Comics recebeu três acusações de assédio sexual, todas teriam acontecido entre 2006 e 2010.

Em entrevista ao BuzzFeed, vitimas relataram o caso. Liz Gehrlein Marsham teria sido encurralada Berganza, e forçado a beija-lo. O mesmo aconteceu com a desenhista e editora Joan Hilty, cartunista e editora. Já Janelle Asselin, reuniu depoimentos de outras funcionarias, que também acusaram Eddie de assédio.

Após a noticia cair na rede, a DC decidiu demitir Berganza. Veja abaixo a nota oficial da editora (via Bleeding Cool):

“A Warner Bros. E a DC Entertainment encerraram a relação trabalhista com o editor do grupo DC Comics Eddie Berganza. Estamos comprometidos em erradicar o assédio e garantir que todos os funcionários, assim como nossa comunidade de freelancers, saibam de nossas políticas, estejam confortáveis”. 

Comments

comments