Um acontecimento chocante

Carlos Muñoz Portal, assistente de produção de Narcos, foi assassinado no México enquanto procurava lugares para a gravação da série da Netflix na segunda-feira (11). De acordo com o El País, o homem de 37 anos, foi achado no porta-malas do seu carro, em uma área rural no Estado do México.

As informações do jornal dizem que ele havia sido contratado pela produtora Redrum, que é responsável por Narcos, e já tinha trabalhos no currículo como “Sicário: Terra de Ninguém” e “007 Contra Spectre“.
“Sabemos do falecimento de Carlos Muñoz Portal, um respeitado gerente de locações, e oferecemos nossas condolências a seus familiares”, afirmou a Netflix em um comunicado ao “El País“. “Os fatos ainda são desconhecidos, e as autoridades continuam a investigar o que aconteceu.”
Até o momento as circunstâncias de sua morte ainda não foram esclarecidas.

Comments

comments