Faz muito tempo que li esse livro, com toda certeza está entre os meus favoritos

Com o título original: Drácula, está obra do escritor irlandês Bram Stoker (1847-1912) foi publicada pela primeira vez no ano de 1897. O autor que criou o vampiro mais conhecido de todos os tempos: Drácula.
Drácula – O Vampiro da Noite, é verdadeiramente uma história fascinante, contada através de epístolas, apesar de ser bem interessante essa forma de narrativa ela deixa de fora as verdadeiras origens do Conde Drácula, sabe-se que ele provém da Transilvânia e muda-se para Londres onde a maior parte dos relatos acontecem.

“Que espécie de homem será ele, ou que espécie de criatura disfarçada em homem? Sinto que os pavores deste lugar tenebroso me dominam; tenho medo… um medo horrível… e não posso fugir. Estou cercado de terrores tais que nem ouso pensar neles…”

Através da obra de ficamos sabendo como matar um vampiro, quais amuletos de proteção usar e como ele pode controlar as pessoas, animais e até as condições ambientais.

A história começa quando Jonathan Harker chega ao Castelo do Conde, por ter sido contratado, vai parar na Transilvânia. Após vários acontecimentos (não irei dar muito spoiler do livro) ficamos sabendo que Lucy Westenra amiga de Mina Murray, futura senhora Harker, fica doente e coisas estranhas acontecem nesse período. O Dr. Seward pede a presença do doutor Abraham Van Helsing, assim que examina Lucy, ele percebe o que está acontecendo e toma todas as providências necessárias, mas o tempo e curto e nem sempre se pode mudar o destino.

“O sangue de um homem bravo é a melhor coisa na terra para uma mulher em dificuldade. Não há dúvida de que você é o homem. Bem, o diabo pode voltar-se contra nós com todas as suas forças, mas Deus nos envia homens quando deles necessitamos.”

A cena em que Lucy transforma-se em uma vampira, foi tão bem detalhada que pareço estar vendo essa cena na minha frente, ela tenta seduzir uma sobrinha, e acaba sendo impedida com a chegada de Van Helsing e Arthur, que salvam a menina.

O médico sugere que usem Lucy para localizarem o D´racula, mas Arthur se opõe (na verdade ele estava com medo).

Outra parte marcante no livro é quando o Van Helsing lozaliza o caixão em um porão e cerca o lugar com várias cruzes, mas o Conde acaba o prendendo ali e raptando Mina. Arthur consegue libertar o médico, dando início a uma perseguição implacável, em que Drácula tem pressa para retornar ao seu esconderijo, antes que amanheça. Mas antes, ele tenta enterrar Mina num cemitério, alli ele é descoberto, por fim acabam todos ficando cercados no interior da mansão.

Drácula começa a enforcar Van Helsing que, fingindo desmaio, acaba sendo solto, ele a acaba reunindo as forças, o médico abre uma fresta nas cortinas, por onde penetra a luz. Fazendo uma cruz com castiçais, forçando o Conde a ir na direção dos raios luminosos.

Não vou contar mais partes do livro ou irei estragar a sensação que vocês irão ter ao ler essa obra.

 

Comments

comments