Parece que não é possível agradar a todos

Ao que parece o diretor, James Cameron, não é um dos maiores fã de “Mulher-Maravilha“, filme dirigido por Patty Jenkins, e que recebeu muitos elogios pela representação feminina e que se tornou o mais lucrativo protagonizado por mulheres nos EUA (saiba mais sobre aqui).

Muito conhecido por opiniões firmes, e por vezes controversas, James Cameron, em entrevista ao the Guardian, foi questionado sobre “Mulher-Maravilha“, e não mediu palavras para criticar.

Todos os aplausos que Hollywood está dando para si mesma por causa de Mulher-Maravilha são tão equivocados. Ela é um ícone objetificado, é a mesma coisa que a Hollywood machista sempre fez. Foi um passo para trás”.

Cameron foi reconhecido por suas protagonistas femininas, incluindo Rose (Kate Winslet) em “Titanic“, Neytiri (Zoe Saldana) em “Avatar“, e talvez mais notavelmente, Sarah Connor (Linda Hamilton) em “O Exterminador do Futuro“.

Eu não estou dizendo que não gostei do filme, mas para mim é um passo atrás”, contou ainda. “Sarah Connor [de O Exterminador do Futuro]não era um ícone de beleza. Ela era forte, era perturbada, era uma péssima mãe, e só ganhava o respeito do público através de sua coragem. Para mim, é tão óbvio que esses filmes precisam existir. Metade do público é feminino!”.

Mulher-Maravilha já é o filme mais lucrativo do verão americano com US$ 800 milhões e muito aclamado pela crítica, sucesso que lhe garantiu uma sequência, que está agendada para dezembro de 2019.

Comments

comments