Eu devo ou não continuar a escrever?
Isso ecoa pela minha cabeça a todo tempo. E não sei quanto tempo já estou aqui.
Eu fui inesperadamente interrompido da última vez. E desde então um mês, pelos meus cálculos, passou.
Mas o que é um mês, numa vida fadada à eternidade? É apenas um grão de areia.
Você está gostando do meu discurso?
Eu sei que sou meio depressivo. Mas não sou como o Edward. Vocês sabem quem é, não? Eu estava solto na época disto. Como considerar que podemos brilhar? É definitivamente embaraçoso.
Por que eu estou entrando nisso? Eu perdi o jeito de escrever. Só pode ser isso. Ela me transformou…

J. mais uma vez é interrompido. Ela, aquela que ele tanto menciona passava pela grande porta de madeira neste momento. Seus longos cabelos ruivos, tão acesos, contrastavam com a roupa tão escura.
– O que você quer? – perguntou J.
– O mesmo de sempre. O mesmo que venho tentando todo esse tempo que estamos nesse jogo estúpido.
– Mas eu não vou dizer onde está.
– Quanto tempo faz? 30, 40 anos? – A mulher chegou mais perto.
– Que estamos juntos? – ironizou J.
– Nós tínhamos um acordo… – pareceu que ia dizer mais alguma coisa, mas se deteve.
– Sim, nós tínhamos e por todo esse tempo funcionou, até eu descobrir para o que você queria.
– Você é um tolo apaixonado. Está aqui a quase um ano e ainda acredita que eu o quero?
J. deu de ombros. Ela tinha razão, mas admitir era tolice.
– Mas eu tenho novidades para você. Eu encontrei alguém que pode me dizer onde está.
– Isso é blefe e eu não caio mais nesse seu charme.
– Eu vou tirá-lo daqui, só para você ter assistir e não poder fazer nada.
– Petra… não faça isso…
Ela se afastou e chamou alguém. J. foi algemado e colocaram um capuz preto em sua cabeça. Tinha uma vaga ideia para onde, talvez, o levassem. Ele iria ser jogado na rua. Não valia mais nada. Entretanto, sabia onde as armas estavam escondidas. Iria se voltar contra Petra. E a um certo alguém iria se unir. Mas como encontrar essa pessoa, depois de um ano?

Imagem: http://mundoestranho.abril.com.br/

 

Comments

comments