Luke Cage mostra em sua serie que o poder não está apenas nos seus punhos mas no símbolo

Em um universo cheio de super-seres como Hulk, Thor e Homem de Ferro que protegem o mundo, Luke Cage mostra que eles não conseguem tomar conta de todos os lugares e que alguém tem de cuidar dos problemas da vizinhança esse é o trabalho de Luke Cage.

Luke Cage (Mike Colter) conta a história de um homem que tem pele impenetrável e força sobre-humana que ganhou em um experimento feito no presidio de Sangate quando foi preso injustamente, após o experimento foge da prisão e cria uma nova identidade e vida no Harley em Nova York com o nome de Luke Cage.

Com essa premissa de começar uma nova vida Luke Cage passa se tornar uma ameaça para os criminosos locais após buscar vingança pelo assassinato de seu amigo Pop (Frankie Faison), a partir disso passa ser perseguido por “Boca de algodão” (Mahershala Ali) o chefe da máfia local que o vê como ameaça aos seus negócios ilegais.

Pontos Positivos:

  • As atuações são as melhores coisas da série, para quem diz que a Marvel não tem vilões com profundidade e que estão ali apenas para contrapor o protagonista Mahershala Ali entrega um vilão profundo e que tem suas motivações bem claras com seu Cornell “boca de algodão” Stokes personagem que sempre que aparece rouba a cena. Também se destaca Alfre Woodard interpretando Mariah Dillard dá um show de interpretação a cada cena que aparece.
  • A interação com universo Marvel, por mais que a serie se mostrou bem separada do resto do universo Marvel sutilmente fez pequenas referências para que o telespectador se lembrasse que ele também faz parte do mesmo universo.
  • Usar Claire Temple (Rosario Dawson) como ligação entre as séries de uma forma não forçada, um espécie de “Nick Fury” da TV fazendo ligação entre elas, sua primeira aparição foi em Demolidor depois em Jessica Jones onde teve sei primeiro contato co Luke Cage.
  • A relação de Luke Cage com o bairro Harley, onde mesmo sendo acusado de crimes que não cometeu, foi apoiado pelas pessoas carentes de um símbolo que pudessem se apoiar mostrando que a justiça muitas vezes era e que o verdadeiro herói é aquele que se sacrifica mesmo sob graves acusações.
  • Não podemos deixar de citar a referência ao uniforme clássico do heróis no meio da série assim como ocorreu em Jéssica Jones.

Pontos negativos:

  • Anteriormente nos pontos positivos da série foi destacado as ótimas interpretações de Mahershala Ali e de Alfre Woodard onde seus personagens roubaram a cena isso justamente foi um problema por tirar o brilho do protagonista, não que o Luke Cage de Mike Colter esteja ruim, mas que por conta dos vilões seu personagem transmitiu a sensação de ser apenas mais um coadjuvante, isso para a série que tem seu nome, e que os verdadeiros protagonistas eram os vilões.
  • SPOILER ALERT – Uma coisa que enfraqueceu um pouco a série foi a morte de seu primeiro antagonista “Boca de Algodão” e a ascensão do no vilão Kid Cascavel (Erik LaRay Harvey),essa troca de vilões meio que separou a serie em duas partes essa troca foi corajosa mas Erik LaRay Harvey não passou o mesmo carisma de Mahershala Ali transmitiu a sensação de estar ali apenas para ter o oponente físico de Luke Cage.
  • Os efeitos visuais muitas vezes ficaram fracos em comparação ao que vimos em Jessica Jones e Demolidor, mostrando ser bem fake as cenas de ação com a super força de Cage.

Em geral Luke Cage se mostrou uma série com conteúdo e caráter mais um bom resultado da parceria da Marvel com a Netflix mostrando que um personagem totalmente desconhecido pelo publico pode ganhar fama com uma história bem construída.

NOTA FINAL:

15086809_1173409922746298_687195430_n

FICHA TÉCNICA

Título Original: Marve´s Luke Cage
Gênero: Ação, Aventura
Duração: 50 min
Classificação etária: Livre
Elenco: Mike Colter, Mahershala Ali, Simone Missick
Lançamento: 2016

 

Comments

comments