“Os dinossauros serão uma parábola do tratamento que os animais recebem hoje”

Durante o Sitges Film Festival, em entrevista para a o EI Mundo, o diretor Colin Trevorrow deu detalhes sobre o novo filme da franquia Jurassic Park, e revelou que a nova produção abordará temas mais complexos, trazendo no enredo assuntos inerentes ao momento atual da sociedade capitalista.

“Experimentações médicas, bichos de estimação, ter animais selvagens em zoológicos como prisões, o uso militar que tem feito deles, animais como armas, os dinossauros serão uma parábola do tratamento que os animais recebem hoje”, declarou o diretor.

Devido à necessidade dessa abordagem distinta, inclusive, Trevorrow teria preferido apenas assinar roteiro e produção da sequência, deixando a direção do novo longa para o diretor espanhol J.A. Bayona.

“A segunda parte será um filme muito diferente, que irá explorar novos rumos. Por essa razão, ficou claro que J.A. Bayona deveria dirigir”, enalteceu Trevorrow, que considera a visão do espanhol essencial para evolução e crescimento da franquia.

A franquia Jurassic World deve seguir os passos de Jurassic Park, o primeiro filme das duas produções foram ambientados dentro dos limites do parque. O Mundo Perdido – Jurassic Park, trouxe as telas um mundo em caos com a invasão dos dinossauros nas cidades e O Mundo dos Dinossauros 2 terá uma lógica semelhante. Recentemente, o diretor havia dito que a continuação será mais assustadora, leia mais

Jurassic World 2 tem previsão de estreia em junho de 2018.

Comments

comments