Filme solo da personagem chega aos cinemas no ano que vem

Gal Gadot, interprete da Mulher-Maravilha no cinema, comentou em uma entrevista recente sobre a afirmação do roteirista Greg Rucka, que disse que a personagem era bissexual Gadot disse que:

Não é algo que exploramos no filme. Isso nunca surgiu na mesa, mas, quando falamos teoricamente sobre as mulheres em Temiscira e quantos anos ela passou lá, o que ele disse faz sentido. Nesse filme ela não tem nenhum relacionamento bissexual, mas não é sobre isso. Ela é uma mulher que ama as pessoas pelo que elas são. Ela pode ser bissexual, ela ama as pessoas pelo coração delas”. 

Atriz seguiu dando ênfase a importância do filme ter uma mulher comandando a direção. “Não acho que seja uma questão de gênero. Talvez pelo fato de que estamos contando a história do crescimento de uma garota, seja mais fácil de contar por alguém que já foi uma garota e se tornou uma mulher. Sinto que a Patty Jenkins é a pessoa certa para o filme porque ela é a pessoa certa. Ela sabia exatamente como queria contar a história, e o queria tirar disso. Ela é brilhante, inteligente e muito apaixonada”. Disse.

Filme da super-heroína chega aos cinemas no dia 01 de junho de 2017. Veja o primeiro trailer oficial, divulgado na San Diego Comic-Con desse ano:

Comments

comments