De acordo com um relatório da Prefeitura de Fukui Tojinbo, um dos mais notórios pontos de suicídio do país, houve uma diminuição no número de suicídios. E as pessoas estão especulando que isso pode estar ligado à chegada de Pokémon Go. Como anteriormente o ambiente era solitário e desolado, se tornou um local movimentado, frequentado por famílias e grupos, que se reúnem na área de dia e de noite para jogar o aplicativo de realidade aumentada.

A razão para a popularidade da área entre os jogadores é o fato de ser um dos poucos Pokéstops na região, atraindo multidões que vem de longe em busca de algum Pokémon raro. Um dos moradores locais, o policial aposentado Yukio Shige, é bem conhecido por já patrulhar a área há muito tempo, com uma equipe de pessoas dedicadas a prevenir suicídios. De acordo com Shige, sua equipe já ajudou a evitar mais de 500 suicídios em 11 anos.

O relatório mostrou Shige comentando sobre a mudança na área, dizendo que com tantos treinadores Pokémon na vizinhança, as pessoas que vão para as falésias com pensamentos suicidas veem pessoas ao seu redor, e tem a chance de repensar suas ações, e perceber que o suicídio não é o caminho.

No entanto, esse impacto não está muito claro. O J-Cast News, site de notícias popular do Japão, apontou que os serviços de emergência local, cidades e outras organizações têm trabalhado para prevenir suicídios por anos. E na verdade, um relatório de 2015 aponta que no ano anterior houve uma baixa nos incidentes que não se via a muitos anos. Quando perguntado sobre o impacto que Pokémon Go teve, o departamento de polícia local respondeu que embora fosse verdade que jogadores estão na área dia e noite, não poderiam confirmar se isso causou um impacto no número de suicídios. Parece que Pokémon até tornou o local mais movimentado e menos desolador, mas a redução de suicídios não é (pelo menos na maior parte) um mérito do jogo.

Fonte : Hamusoku, J-Cast News

Comments

comments