Sinopse:
“Anos 1930. Bobby (Jesse Eisenberg) é um jovem aspirante a escritor, que resolve se mudar de Nova York para Los Angeles. Lá ele deseja ingressar na indústria cinematográfica com a ajuda de seu tio Phil (Steve Carell), um produtor que conhece a elite da sétima arte. Após um bom período de espera, Bobby consegue o emprego de entregador de mensagens dentro da empresa de Phil. Enquanto aguarda uma oportunidade melhor, ele se envolve com Vonnie (Kristen Stewart), a secretária particular de seu tio. Só que ela, por mais que goste de Bobby, mantém um relacionamento secreto.”

Uma retomada (?)

Após “Amante a Domicílio” (2013), “Magia ao Luar” (2014) e “Homem Irracional” (com uma atuação sempre espetacular de Joaquin Phoenix) (2015), três filmes que considero medianos, Woody Allen talvez tenha retomado sua trajetória de bons longas.
Situado na década de 30 o Filme Café Society tem a direção de arte, caracterização do elenco, fotografia e trilha sonora impecáveis, porém como sempre, Woody Allen em seu roteiro acaba sendo previsível e deixando algumas coisas mal encaixadas como por exemplo as partes da mafia no inicio do filme, mas como uma fã do diretor não me canso de seus triângulos amorosos e seus personagens principais terem características se si próprio.
Nas atuações existe apenas uma desvantagem por parte de Kristen Stewart interpretando Vonnie, que sempre com a mesma expressão e mordidas na boca nos deixa perguntando o porque do interesse de Bobby e de Phil e não nos convence no quesito em ser uma garota dividida entre dois amores. Já Jesse Eisenberg consegue muito bem passar os maneirismos neuróticos de Allen. Steve Carell faz um homem egoísta e prepotente, mas seu carisma dá um charme inegável ao personagem. E por fim temos a narração em off do próprio Woody Allen que em muitas vezes nos “ajuda” nas passagens de tempo, mas que infelizmente em outras partes acaba nos contando emoções dos personagens o que deveria ser feito em ações e não em narrações.
blake-lively-woody-lively-kristen-stewart-jesse-eisenberg-corey-stoll
E por fim em um determinado momento do filme um personagem fala para o outro que “sonhos são sonhos”.Café Society é sobre isso. Sobre como idealizamos alguma coisas, nos frustramos com outras e acabamos nos esforçamos para encontrar outro caminho e no fim de tudo ficamos pensando como seria nossa vida se tivéssemos escolhido o oposto, seguimos em frente, algumas pessoas felizes, algumas infelizes, mas seguimos…

Nota final:

4_atomos

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Woody Allen
Título Original: Café Society
Gênero: Comedia Dramatica
Duração: 1h 36min
Ano de lançamento: 2016
Classificação etária: 14 Anos
Lançamento: 25 de agosto de 2016 (Brasil)

Comments

comments