Ambientado no século 17, o filme A Bruxa (The Witch), narra a história de uma família cristã, que após ser expulsa de uma comunidade, passa a viver em um local isolado, à beira de um bosque. Lá a vida de todos começa a cair em ruína quando o bebê recém-nascido desaparece, e o motivo de tudo isso é algo muito mais maligno do que eles imaginam.

A fotografia feita com luz natural e com um tom totalmente lúgubre, em conjunto com design de produção, casam perfeitamente com a proposta do longa e nos faz imergir de forma brilhante em um mundo cru e totalmente sem esperanças. A direção e roteiro incitam o medo de formas peculiares, como por exemplo, o modo em que Robert Eggers filma algumas cenas, mostrando apenas o necessário de sequencias mais pesadas, deixando o publico imaginando e digerindo o ato.

bkncwgl5ssna0yhlumq78jceyiadgrxmwqiebntzjgpcngryozbt6ik1eh7a3bpa8novczsx34sczulzahctghzopn2fbnzzyt7pqz9puwcvzkfd51c9j2sg

Anya Taylor-Joy, Ralph Ineson, Kate Dickie e Harvey Scrimshaw, que integram o elenco principal, expressam seus devidos papeis de forma bastante eficaz, onde sem invencionismo, convencem como uma família que vive a base do fanatismo religioso. Todos tem seu arco dramático e desfecho na trama, com destaque para Taylor-Joy, que ajuda a transpor a sensação de desmoronamento familiar e horror que ronda todos em sua volta. Outro ponto alto é a trilha sonora, totalmente inquietante e incômoda, que de maneira pontuada consegue se mesclar junto à atmosfera fúnebre estabelecida.

Ainda que o primeiro e segundo atos se tornem arrastados em breves momentos, A Bruxa não chega a dispor de significativos pontos falhos, conseguindo entregar um excelente filme do gênero terror. Talvez um dos melhores da última década, que mesmo sem jogar com bons e velhos clichês do horror, consegue desperta temor das mais variadas formas.

Visto isso, todos os elogios como o que Stephen King fez, afirmando que “A Bruxa me deixou com um medo enorme. E é um filme de verdade, tenso e instigante”, assim como seu sucesso no Festival de Sundance é incontestável, e tem potencial pra se tornar um dos grandes clássicos do gênero da atualidade.

Ficha Técnica:
Titulo Original: The Witch
Classificação indicativa: 16 anos
Direção: Roberts Eggers
Roteiro: Robert Eggers
Classificação: Não definida
Elenco: Anya Taylor-Joy, Ellie Grainger, Harvey Scrimshaw, Kate Dickie, Ralph Ineson
Ano: 2016
Duração: 90 min
Gênero: Terror/suspense

Comments

comments