Embora por conta dos fãs e talvez o marketing, A Culpa é das Estrelas pode parecer um filme bobo, para meninas de 12 anos que todo mês compram revista Capricho, esse filme é um daqueles que vale a pena ser visto, discutido e ver novamente.

Não é de hoje que algumas coisas acabam inevitavelmente virando “moda” entre as pessoas, seja um livro, uma série, filme ou produto, no fim acaba caindo na boca do povo e na maioria das vezes não é algo bom a ponto de ser tão supervalorizado, raras exceções onde é compreensivo a paixão e até a super-valorização de algumas pessoas por essas coisas, temos por exemplo as ótimas adaptações dos livros da saga Harry Potter ou até mesmo o recente Jogos Vorazes, onde a historia é brilhantemente bem contada tanto nos livros quanto nas salas do cinema, trazendo vários níveis de entendimento.
a-culpa-e-das-estrelas-ew-08fev2014-01Na adaptação do livro A Culpa é das Estrelas não é diferente, por mais que o filme aparente ter um romance bobinho, personagens e ações clichês, o longa consegue se sair excepcionalmente bem, consegue não cair na mesmice de algumas adaptações para as telonas, onde os personagens em geral são totalmente estereotipados e mal desenvolvidos, e ao invés de apresentar pontos da trama com alguma cena ou
sequência acaba por explicar com palavras o que poderia ser explicado com ações. No longa os personagens tanto principais e secundários são muito bem apresentados e utilizados no filme, fazendo com que a historia principal seja muito bem aproveitada e entendida no decorrer do tempo.

Essa adaptação do livro de John Green para os cinema consegue não cai no limbo das adaptações dispensáveis, não se foca nas frases de efeitos ou ações que fizeram com que o livro se tornasse uma “modinha”, mas sim nas metáforas por traz da historia principal (algo que já era bem aproveitado no papel e fica melhor ainda em cena), fazendo com que o longa tenha níveis de entendimento bem específicos, você pode encará-lo como um simples porém belo romance ou ir fundo na historia entendendo o grande cerne de tudo: Algumas vezes precisamos deixar as coisas ruins a nossa volta de lado e aproveitar os pequenos momentos “infinitos” de alegria e paz.

É claro que no fim das contas não é a melhor adaptação para o cinema de um livro (como muita gente vai dizer) ele tem lá suas falhas como adaptação, mas nada que prejudique o filme em si.

A Culpa é das Estrelas é um filme que vale a pena ser visto nos cinemas.

Ficha técnica:
Título original: The Fault in Our Stars
Direção:Josh Boone
Roteiro:Scott Neustadter e Michael H. Weber
Classificação Indicativa: 12 anos
Elenco:Shailene Woodley, Ansel Elgort, Nat Wolff, Laura Dern, Sam Trammell, Willem Dafoe
Ano: 2014
Duração: 125 min
Gênero: Drama/Romance

Comments

comments